9 de março de 2012

Dr. Rey x Mulher de Verdade

A semana passada a querida Carol Caran publicou em nosso blog Maggníficas um post rebatendo as afirmativas infames que o Dr. Robert Rey fez no lançamento de mais um de seus produtos. Ficou muuuuuuito bom e eu tinha de compartilhar com vocês:


"Opinião cada um tem a sua e graças aos céus, vivemos numa democracia e podemos expô-la. Mas modificar fatos é algo que me incomoda. Dia desses o Dr. Rey, cirurgião plástico bambambam de programas de TV e famosas, deu a seguinte declaração ao divulgar o seu 'milagroso' remédio 'natural' para emagrecer (qual de nós nunca viu um desses?):

'Eu amo o Brasil, chegou a hora do Brasil. Vamos deixar de lado este complexo colonial. Tudo o que o gringo faz é semideus. As companhias querem fazer dinheiro, então elas estão mentindo para vocês que plus size é bom. 'A mulher de verdade é plus size'. É mentira. Se você colocar no relógio os 10 mil anos da humanidade, por 11 horas e 55 minutos a mulher foi magrinha. Éramos caçadores. A média que caminhava um caçador era 30 km por dia e levantava peso, carregando a caça. Hoje a mulher normal anda 50 metros por dia. Da cama para o carro, do estacionamento para o trabalho, do trabalho para o carro, para casa.'

Pois eu tenho uma novidade pro Dr. Desinformado Rey. Pra começar, a humanidade tem bem mais do que 10 mil anos. E em agosto de 1908 foi descoberta uma escultura em pedra calcária, que estima-se tenha sido esculpida há 25.000 ou 30.000 anos A.C..


Essa coisinha linda e GORDA é chamada de Vênus de Willendorf, encontra-se hoje no museu de História Natural de Viena na Áustria. Alguns autores entendem 'que a corpulência representa um elevado estatuto social numa sociedade caçadora-recolectora e que, além da óbvia referência à fertilidade, a imagem podia ser também um símbolo de segurança, de sucesso e de bem-estar.'

Pra não ficar dando aula de história da arte, vamos apenas recordar expressões artísticas do ideal de beleza das civilizações ao longo dos anos: Grécia e Roma antigas (aproximadamente 2.000 A.C.), Idade Média, Renascimento e Neo-Clássico. 



Todas as eras retratam mulheres curvilíneas ou gordas, com braços roliços e evidente depósito de gordura nos quadris e abdômen. Algumas tem até celulite visível. Eu creio que possamos afirmar com alguma certeza que as moças 'retratadas' não tinham carro e nem acesso a fast food e nem acreditavam que ser gorda legal por causa de indústrias querendo vender seus produtos.

O padrão magro de beleza se insinuou nos anos 50/60 com modelos como Twiggy e a silhueta esguia de Audrey Hepburn. Nos anos 80, com a 'descoberta' da malhação, o corpo sarado passou a ser cultuado. Mas só nos anos 90/2000 foi que o mundo passou a idolatrar os dois padrões vigentes atualmente: o magro esquálido das modelos fashion e o visual musculoso e 'plastificado' (leia-se, nada natural) de muitas atrizes e modelos.



Claro que o Dr. Rey não gosta de gordos. Todos os seus serviços e produtos são feitos para pessoas que querem ter o corpo "perfeito" a todo custo. Pelo jeito, querer ganhar dinheiro não é exclusividade das empresas que "mentem" sobre plus size ser legal. 

Eu não vou jogar baixo questionando sobre o que há de verdade nas pacientes do Dr. Rey com suas lipos e próteses e colágeno. Também não nego os males da obesidade. Mas se vamos lidar com dados, quantas pessoas magras já morreram em decorrência de problemas cardíacos ou sofrem com diabetes e hipertensão? Doença é prerrogativa de gordo? Na minha humilde opinião, uma pessoa que faz 5 ou 10 cirurgias por motivos estéticos tem mais problemas que eu e meus cento e tantos centímetros de quadris. 

Eu não gosto de generalizações, mas aproveitando o equivocado exemplo do Dr. Rey, no relógio do tempo da humanidade as mulheres só seriam magras e seradas há menos de um minuto.  E quem é que não é mulher de verdade afinal? 

Você pode conferir as informações e ver outras dezenas de obras aqui."


2 comentários:

  1. Olá,
    Pois é,a dança do ventre dentro da sua origem,a beleza esta nas mulheres gordinhas.
    Bem mas enfim,toda mulher é bela,claro que cuidar-se um pouquinho não fas mal para ninguem.
    Cheguei aqui através do Google,o seu blog é nota 1000, muita coisa interessante.Já estou a te seguir.
    Felicidades.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Priscila Gomes09/04/2012 12:11

    Mulher de verdade e saudável é aquela que assume que é, não importa que corpo ela tenha. A ditadura da magreza é só mais uma padronização desse nosso mundo enlatado.

    ResponderExcluir

Gostou? Então deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...